Nobody said it was easy!


Essa semana o tempo simplesmente parou, ao menos pra mim…

E eu ainda não sei se eu perdi ou se eu ganhei alguma coisa. Só sei que de alguma maneira  algo aqui dentro se transformou.

(…)

Mas por sorte, eu voltei a ter o suporte que eu sempre tive desde que eu resolvi sair correndo da minha própria vida… Eu voltei a ter essa pessoa especial (que na verdade, sempre esteve aqui comigo o tempo todo) bem próximo a mim, mesmo que de uma maneira um pouco diferente agora digamos. Já que a gente resolveu deixar o passado pra trás e ir se reconquistando aos poucos, de novo tudo outra vez; porque a gente ainda se gosta muito (se AMA eu diria) e ainda acreditamos que pode dar certo de novo, e de novo e mais uma vez e melhor do que era antes, só dependendo de alguns pequenos ajustes, principalmente da minha parte.

Devo confessar que tem sido um reaprendizado novo a cada dia…todos essas gottas e pastilhas (que eu detesto) estão me ajudando a me encontrar (mesmo me pregando peças criando situações que não existem ou me omitindo fatos que eu gostaria de saber), o Vitor me explica as coisas da forma mais simples e doce possível (ele voltou a ter paciência comigo, porque eu estou voltando a ser eu mesma – e eu sou muito grata por isso). Às vezes eu tenho vontade de chorar que surgem do nada dai, ele me pega no colo e faz esse vazio passar, ele está me ensinando a sorrir novamente!

O engraçado disso tudo é que viver envolve passar por um monte de ironias, ausência de timing ou simplesmente a perda dele – sabem os tais desencontros, alguns rompimentos e outros atamentos de laços ainda mais fortes. São todos clichê, mas que são verdades.

Sabe àquele “a gente só dá valor depois que perde”, (ou no meu caso quase isso). E todo esse caos tem me feito refletir o porquê dos porquês tão desgastantes…

Tenho me dado conta  de que a vantagem disso tudo é que depois de alguns erros e algumas várias mudanças e muito amadurecimento, dá pra ir percebendo, assumindo, e até mesmo aceitando, e quem sabe, talvez consertando, alguns dos nossos defeitos. Paciência pra mim virou palavra de ordem.

Corrigir os erros sempre, desistir ou enjoar-me de você? Jamais!

Tags: , , , , , , , , , , , ,

4 Responses to “Nobody said it was easy!”

  1. Anabelle Says:

    Olá querida!
    As crises servem exatamente pra isso: nos apontam onde devemos evoluir.
    E se não fizermos as transformações, sofremos.
    É bom receber cuidado e carinho. Mas a força está dentro de você, pois a nossa jornada é solitária mesmo. E isso não é triste, pq. em muitos momentos na vida teremos que tomar decisões por nós mesmos. É bom ser o único responsável por seu próprio destino e felicidade.
    Não conheço bem essa síndrome, mas se tratando de equilíbrio pra mente, te sugiro meditação. E pra equilibrar o físico, matricule-se já na yoga! Deve ter por aí…
    Não devemos descuidar do nosso espírito. Ficamos correndo atrás de coisas externas pra nos satisfazer, sendo que toda felicidade e harmonia podem ser encontradas dentro da gente, desde que encontremos nosso ponto interno de equilíbrio. O mundo pode desabar em volta e vc estará bem e ainda preparada pra ajudar aos outros!
    Conte comigo no que precisar!
    besitos😉

    • carolvallu Says:

      Ah belle adorei o comment…Obrigado pelas palavras…achp que minha tempestade ja esta passando, resta so aquela chuvinha chata sabe…eu ja estou começando a me entendendo melhor, a entender melhor os outros e, o importante de tudo, é que ja estou me tratando. Nao quero dar uma de louca por ai e acabar ficando sem amigos ok. Desde que a gente se conheceu vc sabe que eu sempre disse o que pensava! E agora eu te digo que te gosto demais e que vc faz falta! Baciones, bisous i besitos pq nao🙂

  2. Take Says:

    Lindona! Muito legal o seu blog. Acompanhando por aqui, saberei melhor como vc está. Nem sabia que vc tinha essa sindrome… Que bom que vc esteja se tratando. Pelo que achei no google, é vc ser meio Amy Winehouse, né? Por favor, não fique parecida com ela… Aliás, se vc começasse a cantar como ela seria legal, hein? hehehe

    E o nosso yakissoba? E a dancinha? Vcs chegam qdo neste planalto cedo e empoerado? Não deixe de me avisar, por favor!

    Ah, o Martin e a Carina estão por aí na Europa(como se um continente fosse uma cidadezinha onde todos se conhecem…). Metade da patota na Europa! Quem diria, hein?

    Bom, se cuide mocinha! Qualquer coisa, tô por aí.

    Um grande beijo!!!

    • carolvallu Says:

      Que bom que gostou do blog lindao🙂 Sim é essa mesma a intensao eu mesma escrever o que se passa na minha vida sem deixar as fofocas chegarem antes pq vc sabe nem nem atravessar meio muito foi capaz pra começar uma vida realmente nova mas anyway nao me arrependedo de nada, talvez so teria tratado melhor as pessoas desde o inicio so isso…
      Hum…meio Amy nao vamos exagerar tanto ne…eu nao uso drogas e minha hehab é mais psiquiatrica terapeutica do que qlqr outra outra coisa…dps eu pesquiso uns links, tbm pra eu me entender melhor e te mando, bom saber que vc se interessa por mim meu amigo querido!
      Yakissoba, dancinha todo de pe ainda meus planos nao mudaram ainda consigo andar meio que cambaleando (mas isso so ate eu acostumar com a medicaçao que eh meio punk) Chegaremos dia 06/08 dps de um jetleg basico a gente ja pode se ver que tal🙂
      Que bom saber que todos estao saindo do ninho fico feliz!

      Estou me cuidando qlqr coisa esse aqui eh mais um meio de me achar😉

      Bju bju grande grande! E obrigado por tudo viu

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: