—–>The Thin Line Between Love and Hate


Eu te quero sem te querer,
Te preciso sem precisar…
É, eu sou assim meio de lua, não sei me explicar!

Estranho, tem dias que eu simplesmente não sei como delimitar ou perceber onde as coisas começam e onde elas deveriam terminar… ainda mais se tratando de “amor” e “ódio”. Definitivamente sobre isso e todas as outras coisas além, eu ainda não aprendi a lidar ou distinguir o que é real do meu mundo de fantasias.
Tudo está muito misturado dentro de mim; não há muito o que se falar… mas como sempre eu preciso me expressar, exteriorizar tudo isso que esta aqui dentro de mim.

As vezes é dificil passar dia após dia, sem sofrer nenhum arranhão e eu acho que eu acabo de ganhar o meu primeiro banho de água fria. Visto que alguma coisa que eu nao sei bem explicar acabou de acontecer e me fez ficar com os pés bem firmes no chão… ‘por que’ bem eu não sei explicar, mas foi como se a pipoca tivesse acabado antes do filme começar…(é eu sou complicadinha demais, nunca se esqueçam).

Eu me sinto agora um pouco ‘sem sentido’, me sinto um bastante ‘não sei’ … nao tenho palavras…
Ainda não sei ao certo se alguma coisa me cabe, nao sei se mereço, nem mesmo se quero… hoje simplesmente nao sei.
To cansada, to com sono…

Tem uma coisa dentre mil outras, que não sai da minha cabeça! E nesse momento minha grande dúvida tem sido: escolhi ou fui escolhida?! Vai ser difícil dizer…

Acho muita pretensão ter a certeza da escolha e modestia demais achar que fui escolhida. Eu nunca me contento com tantos porquês ao meu redor, eu preciso de respostas por mais que elas não signifiquem aquilo nada, por mais que elas nao existam de fato mas eu as preciso ter! Preciso do impossivel! E não haver-las me deixa um pouco doente. Mas eu continuo respirando, o que é bom eu acho que vou voltar pros trilhos, caminhar com os meus pés firmes no chão porque cair de salto não faz a minha linha, não combina mais comigo!

É chegada a hora em que para se continuar é realmente necessario pensar, ser um pouco mais racional porque de outra maneira não tem como, minhas regras são claras!
Com o passar do tempo eu me acostumo com essa minha ‘nova fase’ e sigo o lema de que viver pela metade não é viver…
Mas okay, uma coisa a cada vez; e talvez ‘alla fine’ eu nao seja o problema, nao seja nem mesmo sequer a ‘soluçao’. Não sei o que anda acontecendo, mas às vezes percebo que o tempo conspira contra tudo etodos e isso me inspira! Eu vejo que de vez em quando cada um se perde no seu próprio ritmo. E bem, eu acho que consegui me perder no meu…

One Response to “—–>The Thin Line Between Love and Hate”

  1. Marcia Santos Says:

    Parahhhh tudo!!!
    Voce é minha maluquinha favorita, sempre
    TE ADORO

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: