Posts Tagged ‘espelho’

Oi…meu nome é Alice e essa é a minha nova vida!

September 4, 2009

Boêmia, frenética, insana, loka, mas principalmente cheia liberdades.
Eu me enchi de muitas coisas, eu estou cheia de auto-permissões.
Eu aprendi a me dar, um pouquinho todo dia, sem exageros nem faltas, a cada um na minha dose.
“Wonderland” é mesmo uma cidade de paixões… a cada esquina, a todo instante e pra nunca mais, é… e disso eu já me convenci…
Aqui tudo pode, tudo é novo e nada é de novo, e ninguém se importa, e isso é bom.
Um segundo é pouco… o agora já passou.
O amanhã ainda está longe demais e única coisa que eu quero é que esse instante dure para sempre!
Eu sei que eu tenho mil possibilidades, mil escolhas.
Mas eu não sei qual escolher amanhã… eu só sei a que eu escolho hoje.
Eu tenho vontade de me sentir viva.
E eu vivo!
Eu tenho mania de desapropriação, de exageros, de amores, de apegos e desapegos, de mudança…
Eu tenho mania de você, mas eu tenho mais vontade de ser eu mesmo!
Eu quero aproveitar, me derramar, me perder e não precisar mais me achar…
Eu me lembro de tudo o que eu vivi e do que eu nunca me esqueço… e eu sinto coisas que eu não sei dizer.
Eu quero não me importar, eu quero fazer a diferença pra alguém mesmo não sendo ninguém, mesmo sendo só mais uma a nada além!
Eu aprendi cedo demais a ter tudo o que eu queria, eu só não aprendi a perder ainda…
A vida é cheia de escolhas…escolhas que a gente faz e escolhas que fazem pela gente.
Eu percebi como conquistar as pessoas, as coisas, eu aprendi a querer sempre mais, a encantar, a seduzir…
Eu me sinto afundada numa maré de sentimento bom… e isso é muito mais a minha cara, é muito mais o que eu estou vivendo agora.
Demais é pouco e ainda é assim vago…
Eu precisei voltar pra trás, igual caranguejo, precisei levar um tombo pra perceber isso… mas a onda ruim já passou, meu luto já terminou.
Eu quero estar perto das pessoas que eu amo, das pessoas que me amam do jeito que eu sou.
Eu quero poder ver a conquista de cada uma delas, quando elas encontrarem o seu próprio caminho, porque EU,…eu precisei me dar conta que eu realmente tinha que passar pelo o que eu passei, pra daí sim, eu conseguir finalmente me encontrar!
Só intensidade? Não. Diversidade!!!
Eu tenho o mundo dentro de mim e isso eu sei que assusta todos às vezes…
Mas o meu limite é além céu!


“Espelho, espelho meu, existe alguém mais “Alice” do que eu!?”

Boemia, frenética, insana, loka, mas principalmente cheia liberdades.                                                                                                       Eu me enchi de muitas coisas, eu estou cheia de auto-permissões.                                                                                                          Eu aprendi a me dar, um pouquinho todo dia, sem exageros nem faltas, a cada um na minha dose.

São Paulo é mesmo uma cidade de paixões… a cada esquina, a todo instante e pra nunca mais, é… e disso eu já me convenci…                                                                                                                                                                                                                     Aqui tudo pode, tudo é novo e nada é de novo, e ninguém se importa, e isso é bom.                                                                          Um segundo é pouco… o agora já passou. O amanhã ainda está longe demais e única coisa que eu quero é que esse instante dure para sempre!

Eu sei que eu tenho mil possibilidades, mil escolhas. Mas eu não sei qual escolher amanhã…  eu só sei a que eu escolho hoje. Eu tenho sede de vida. E eu vivo!                                                                                                                                                                  Eu tenho mania de desapropriação, de exageros, de amores, de apegos e desapegos…                                                                     Eu tenho mania de você, mas eu tenho mais vontade de ser eu mesmo!

Eu quero aproveitar, me derramar, me perder e não precisar mais me achar…                                                                                 Eu me lembro de tudo o que eu vivi e do que eu nunca me esqueço… e eu sinto coisas que eu não sei dizer.

Eu quero não me importar, eu quero fazer a diferença pra alguém mesmo não sendo ninguém, mesmo sendo só mais uma a nada além!

Eu aprendi cedo demais a ter tudo o que eu queria, eu só não aprendi a perder ainda…

A vida é cheia de escolhas…escolhas que a gente faz e escolhas que fazem pela gente.                                                                   Eu percebi como conquistar as pessoas, as coisas, eu aprendi a querer sempre mais, a encantar, a seduzir…

Eu me sinto afundada numa maré de sentimento bom… e isso é muito mais a minha cara, é muito mais o que eu estou vivendo agora.                                                                                                                                                                                                                       Demais é pouco e ainda é assim vago…

Eu precisei voltar pra trás, igual caranguejo, precisei levar um tombo pra perceber isso… mas a onda ruim já passou, meu luto já terminou.

Eu quero estar perto das pessoas que eu amo, das pessoas que me amam do jeito que eu sou.                                                   Eu quero poder ver a conquista de cada uma delas, quando elas encontrarem o seu próprio caminho, porque EU,…eu precisei me dar conta que eu realmente tinha que passar pelo o que eu passei, pra daí sim, eu conseguir finalmente me encontrar!

Só intensidade? Não. Diversidade!!! Eu tenho o mundo dentro de mim e isso eu sei que assusta todos às vezes…

Mas o meu limite é além céu!