Posts Tagged ‘hoje’

Super quero…

March 1, 2010

Sim, eu super quero um amor assim, daqueles melhores do que os de cinema!
Um amor que chegue de mancinho e que tome conta de tudo e por completo, que seja lotado de histórias incríveis!
Quero um amor repleto de vontades e expectativas que possam ser satisfeitas, um amor com algumas frescuras e toleráveis contradições, cheio de carinho e desejos, com algumas pequenas diferenças e ainda assim com tantas similaridades.
Eu super quero um amor real, que seja vivo, que saiba e que goste de conversar sobre nada e sobre todas as outras coisas também…
Quero um amor que tenha paciência, que dê conta de esperar pelo ‘depois’, que consiga surpreender a si mesmo e ao outro, que saiba aprender e também que saiba e possa ensinar.
Eu quero um amor que conheça e faça bom uso da verdade sempre que preciso, que pense em si próprio, mas que jamais tire o outro do pensamento…
Que seja um amor intenso, suave, duradouro, divertido, honesto, convencido, cheio de manias e exageros, mas sem muitos medos ou vícios do passado!
Eu super quero um amor que saiba amar como se fosse essa a primeira vez! Que dê conta de compartilhar, que desconheça cobranças ou ciúmes.
Um amor que me tenha como única, que queira fazer parte dessa minha história, que saiba ver beleza e que aprecie conteúdo, que ame o novo mais do que tudo…
Eu quero um amor que acredite no impossível, que não canse de sonhar, que seja grande e que de tão grande não caiba em nenhum lugar exceto aqui dentro de nós mesmos!
Um amor que não tenha receio do desconhecido, que seja singular…
Eu super quero um amor que tenha paixão, que dê e que saiba merecer respeito, que consiga se fazer presente mesmo estando um pouco distante, que tenha fogo e que aqueça sem sufocar ou machucar.
Quero um amor que mostre aquilo que ambos precisam ver, que seja muito mais do que aquilo que se busca, que saiba comunicar através de gestos e olhares, que ultrapasse barreiras lingüísticas, que dê sinais e indique o caminho certo a se seguir…
Eu super quero um amor sem dúvidas e disposto a superar obstáculos se precisar sem perecer, um amor que seja louco, corajoso, esperto, dinâmico, presente, que me inspire e me traga sorte, que seja constante!
Um amor que seja ontem e hoje forte e que amanhã possa ser ainda mais do que hoje é e sempre melhor!

.

Isn’t true that you want it too?!

Random thoughts…

February 17, 2010

Alguma coisa no meu mundo mudou e Milano perdeu um pouco da graça ‘ontem’ sem querer.

Eu estive a half-way de quase tudo aquilo que eu sempre quis, mas agora pela segunda vez, eu estou distante, distante daquele que eu aprendi a querer tão bem e muito rapidamente! Mais uma vez na minha vida é “tudo” ou “nada”, “agora” e não “depois” If i could  I’ll do everything for you!

O difícil pra mim é conseguir encontrar uma linha do meio… na verdade acho que isso não mudaria o meu jeito de ser… mesmo detestando as vezes eu gosto de quem eu sou. Eh, pra me entender tem que aprender a ler nas entrelinhas ou se acostumar com esses meus exageros e up’s and down’s sem fim e inexplicáveis “sim’s” e “não’s” sometimes…

Eu vi por muito tempo a chuva cair lá fora e aqui dentro estava tudo meio vazio. E eu desejei ao vento que o tempo passasse veloz de novo, o quanto antes, até ter de novo os nossos caminhos cruzados mais uma vez! Mas acho que até lá, nada mais me parecerá caber ou estar no lugar certo. Eu olho em volta e não estou encontrando o que preciso… (mas por favor, não se preocupe comigo isso logo passará e, como eu te disse ontem eu estou bem, de verdade. Esses são somente um milhão de pensamentos passando pela minha cabeça desordenadamente e que eu preciso colocar pra fora só isso e nada mais).

Hoje azul não é a minha cor favorita (na verdade nunca é), não para se vestir do lado de dentro… Pra não cair sozinha eu estou repetindo pra mim mesma: “distância não existe, distância não existe, felicidade é logo ali!”. Incrível, mas eu admito já sentir um pouco a sua falta…  Eu sei que saudade não mata, ainda bem, mas que incomoda bastante, e isso é fato! Eu não consigo parar de pensar em você, de relembrar da gente aqui juntos. Engraçado porque que eu já estava realmente me acostumando a ter você por perto sempre comigo…

Mas eu já me convenci 200% de que esse mundo é mesmo louco demais, estranho demais, perdido demais, maravilhoso demais, incompreendido demais e por isso eu quero e vou te ensinar tudo o que sei sobre mim…

Eu juro que desejaria estar agora num lugar que não fosse aqui; e eu me contradigo quando afirmo querer algo que não deveria ser meu – eu não sei se te mereço, bom demais pra ser verdade you know.

Hoje eu estou cheia de pensamentos random e eu não sei o que fazer com todos eles…Eu me esqueço de coisas importantes a fazer, mas eu sempre me lembro de pequenos momentos e faço do meu tempo livre um verdadeiro review! Como dizem “recordar é viver” e eu vivo mesmo aos trancos mas eu vivo e tento sempre aproveitar ao máximo nem que seja do meu jeito melancólico de ser as vezes…

Eu sei que para tudo existe uma razão de ser que e eu simplesmente não consigo entender por mais que eu tente certas sobre certas coisas… mas enfim acho que a verdadeira mágica da vida é não saber o que vem depois. Eu só desejo estar pronta para o que me espera…

E você esta pronto para o que eu posso te dar?!


#esse é um tipico txt de quem estava com muito sono mas morrendo de vontade de escrever!

Bye bye today

October 18, 2009

E mais um “hoje” vai chegando ao fim com gostinho de missão cumprida. Sabem, eu conheço poucas pessoas que trabalham felizes num final de semana…

Ontem meu sábado começou antes das 10h a.m (+5h Milan) com um dos celulares tocando. Corrida contra o tempo: ADORO.

Foi preciso dar um pulinho na Agência, o que é  bem unsual durante o weekend a menos que algum “problema” esteja acontecendo…e querem saber, mesmo não querendo eu já deveria ter me convencido há muito tempo, de que uma coisa é certa: modelo é modelo e isso não muda nunca! Não importa o lugar do mundo que você esteja ou de que nacionalidade ela seja, quem trabalha com moda, vez ou outra, vai precisar arrumar a “bagunça” de alguma modelo por ai, e se ela for sua então, é obrigação!

Às vezes eu paro e penso: “será mesmo que era preciso ter vindo pra tão longe?” e a minha resposta pra essa domanda é sempre a mesma: “lógico que sim, oras!”, pois eu ainda nem cheguei na metade da estrada onde eu desejo parar! Eu quero ganhar o mundo, cada pedacinho dele, e eu já comecei a juntar o meu quebra-cabeça, sem deixar ninguém ou nada mais bagunçar as peças do meu jogo.

Bem só pra terminar de concluir sobre o meu “ontem”: eu só me permito dizer que esse sábado, mesmo estressante, foi excelente porque deu tudo certo alla fine e que dessa vez só competência não iria me bastar; eu tive também muita sorte e eu sei disso.

Melhor parte do dia: ao final, depois de tudo já consertado e resolvido, foi receber alguns elogios vindos da equipe de trabalho incrível que faço parte. Essas coisas são sempre bem vindas em qualquer ocasião e pra mim elogios não têm preço. ADORO MUITO!!!

Hoje acordei cedinho, as 5h fui acompanhar um shooting externo, tô morta, final de semana super produtivo. Muito frio, muitas roupas, algumas penas e uma outra equipe super animada que topou trabalhar de graça pra esse  editorial de outono lindo que deve sair na prox edição da InTown Magazine.

Sobre mim, bem eu ainda sou muito do tipo 8 ou 80, lógico. Às vezes eu exagero, eu sei, mas é talvez por isso que tudo sempre dá certo.

Agora já é finalzinho de domingo (pelo menos aqui pra mim) e eu ainda estou me sentindo meio que no céu… reconhecimento é bom d+ neh gente. E eu vou continuar o meu restinho de weekend descansando como posso, porque até quando não parece eu estou trabalhando! Contatos pelo facebook = trabalho; passeio com modelos = trabalho idem; participar de Ws, shootings, acompanhar de perto outros bons profissionais da área, tudo isso é trabalho até quando vem lotado de diversão!

É, quem escolheu viver no mundo que eu vivo até quando descança, carrega pedra. E quem sabe aproveitar da maneira certa e giusta consegue chegar aonde quer que seja abrindo portas; porque eu meu bem, eu não preciso entrar pela janela!  😉

É isso um ótimo início de semana maravilhoso pra todos! E vamo que vamo que o show não pode parar…

…Ontem

October 4, 2009

Ontem me perguntaram como eu estava. E a minha resposta foi “indo”; indo não sei bem pra onde…mas eu estou.
Eu me sinto um pouco perdida, mas mesmo assim, não consigo ficar parada.
Eu já fiz mil coisas hoje e na verdade eu ainda não fiz nada…
Eu tô com medo!
Depois de tantos e tantos nãos eu tô com medo do meu primeiro e mais pesado sim.
Eu parei de respirar desde ontem e até agora eu não voltei a respirar de novo.
Meu coração está batendo acelerado, mas eu sinto que tudo aqui dentro meio que congelou sabe, e eu sinto um puta friozinho na barriga.
Eu sinto que eu estou blocada sem poder sair do lugar, presa por um peso enorme, que meu mundo se esqueceu de voltar a girar e que perdeu um pouco do rumo no espaço…
Eu já não durmo bem, mas ontem, especialmente ontem, eu tive muito mais dificuldades em fazer isso.
Eu já estou há quase 2dias sem pregar direito os olhos, eu me sinto exausta mas ainda com pick porque tem uma coisa que não sai da minha cabeça e eu ainda não consegui decidir se realmente seria bom ou ruim (…)
Eu não costumo morrer de véspera, mas eu também não costumo subestimar meus feelings.
(Droga!)
Eu tô em cima do muro e eu ainda não sei pra que lado eu vou me jogar.
Eu não sei onde eu vou cair… eu preciso de mais tempo!
Eu sei que eu já tive problemas piores, que eu já tive preocupações maiores e eu queria continuar acreditando que a minha casca está mais grossa agora pra enfrentar mais esse desafio, mas o que complica é pensar que não é só a minha vida que pode mudar e é justamente isso é tem me deixado louca… eu já cansei de pensar e repensar sobre o “efeito borboleta”, sobre “destino” e eu não consigo ver um sentido nisso tudo, em nada!
Sinto que tem alguma coisa que, de alguma maneira, não está certa.
Eu quero coragem de ir buscar as respostas que eu ainda não tenho, porque de perguntas eu tô cheia, lotada como sempre. Mas eu ainda não tive a calma e a paciência necessária pra sequer parar de surtar e pensar no assunto…
Eu não quero nem imaginar como seria se tudo passasse a ser diferente.
E isso é estranho, mais estranho que o dia de hoje.

.

waiting for...

waiting for...

Toda caminhada começa com um primeiro passo:

July 13, 2009

E lá vou eu de novo e mais uma vez…

Acho que eu já perdi as contas de quantos blogs já tive, ou pelo menos tentei ter…mas esse eu quero muito que de mais certo, porque mais que antes eu nunca tive tanta vontade de deixar os outros saberem (por mim e sem mts exageros) o que anda acontecendo comigo, como estou  e como me sinto agora.

Outro dia desses estava me dando conta do quanto eu já me transformei (não sei ainda se pra melhor ou não) e de como o meu mundo mudou.

Hoje faz 1 ano que já estou fora de casa, longe, morando em outro pais, vivendo uma vida completamente diferente do que eu levava antes…Eu já caminhei tanto e sei que ainda tenho muito mais a percorrer.

E eu me lembro como se fosse ontem ver meu mundo virando de cabeça para baixo, eu deixando pra tras tudo aquilo que já tinha conquistado e que conhecia tão bem por algo ainda maior – um desejo, um sonho meu de querer ainda mais!

Eu arrisquei muita coisa; um amor que eu não sabia se teria continuação ou não e se seria tão estável como era antes, porque só namorar é fácil, mas vida de casado é outra coisa completamente diferente; um emprego que eu não sabia se conseguiria na minha área e do jeito que eu queria; as amizades que eu não puder infelizmente trazer na mala pra me dar aquele suporte quando eu, mais cedo ou mais tarde, iria precisar…Especialmente hoje eu sinto muita falta deles.

Eu aprendi a pensar em outras línguas, a me expressar diferente… mas querem saber, viver é isso, é arriscar sem medo de errar, mesmo quando bate àquele puta frioinho na barriga aquela insegurança que eu não sei onde começa nem onde vai parar. É ter vontade de fazer diferente mesmo não tendo completa certeza do que fazer; de fazer a diferença, nem que seja só pra gente mesmo. É não desistir e continuar perseguindo aquilo que a gente acredita. É querer voar mais alto e cada vez mais mesmo sabendo que um dia vai cair sem nada que apare a queda… É tentar e TENTAR de novo E UMA VEZ MAIS… E por tudo isso e muito mais eu posso dizer que eu V-I-V-O e com letra maiúscula!

Eu já tive e ainda continuo tendo os meus dias de sol e de chuva, eu continuo me derretendo e desabando, mas fazer o que se essa sou eu…

Ainda não tirei conclusões a respeito de questão de sorte, destino, conquista por mérito mas, eu desde que eu resolvi atravessar meio mundo eu  já aprendi muita coisa, eu já me esqueci de muitas coisas (prinipalmente de como cuidar das pessoas e de mim mesma). Já ensinei tantas outras, já provei culturas completamente diferentes. E eu já ate errei demais.

Eu já morei na Bélgica e não me adaptei lá por nada, morei também em Paris e amei, mas não consegui falar tão bem o Francês e essa barreira de linguagem foi UO, já que eu preciso falar e falar sempre… Eu conheci Londres e me encantei pela cidade mas por lá achei as pessoas meio cinzas sem graça demais…

Atualmente eu moro na Itália, em Milão. Vivo e trabalho por aqui. Nem digo que o italiano eu aprendi sem perceber… Daqui eu absorvi muita coisa e muito rápido e isso é espantoso e assustador em proporções jamais conhecidas pra mim até então! E eu tenho M-E-D-O e não tenho vergonha nenhuma em assumir isso…As vezes eu sinto um vazio muito grande dentro de mim e isso é muito ruim, se sentir sozinha estando rodeada de pessoas!

O mundo aqui passa mais rápido… Ganhar a confiança das pessoas aqui demora bem mais, mas ninguém tem medo ou a menor preocupação com deixar a bolsa aberta em cima de um balcão. Aqui é uma terra de contradições absais e eu já descobri que isso pega.

Eu tenho tanto pra escrever, tanta coisa que eu quero recontar e comentar… Mas acho que por hoje é isso. Preciso me dar conta de muita ainda…

E assim eu continuo a minha caminhada, com um passo de cada vez. Espero que tenha alguém tenha entendido alguma coisa…

PS: Amore te amo, obrigado por também ter atravessado meio mundo por mim!